Páginas

terça-feira, 30 de março de 2010

Ateliê no 5º Fórum Urbano Mundial




Na semana passada (de 22 a 26/3) aconteceu na cidade do Rio de Janeiro o 5º Fórum Urbano Mundial, principal evento de urbanismo do mundo, promovido pela Organização das Nações Unidas. A prática do Ateliê de Ideias representou o Brasil no estande do programa Best Practices and Local Leadership (BLP), da ONU.

O evento reuniu líderes do governo, como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ministros, prefeitos, diplomatas, representantes de associações governamentais regionais, nacionais e internacionais, ONGs e sociedade civil pela construção de cidades melhores.

O Fórum foi estabelecido pelas Nações Unidas para analisar um dos problemas mais urgentes que o mundo enfrenta hoje: a rápida urbanização e seu impacto nas comunidades, cidades, economias, mudanças climáticas e políticas. Este ano o tema do Fórum é “O Direito à Cidade: Unindo o Urbano Dividido”.

De acordo com o consultor de planejamento estratégico da Rummos Assessoria, que representou o Ateliê no evento, Gláucio Gomes, as discussões que eram de âmbito global/internacional focaram-se no tema de modelos inovadores de gestão de cidades e os próximos desafios - o que inclui trânsito, habitação, acesso a serviços, regularização fundiária, favelas e seu futuro.


“Organizações de todos os lugares do planeta mostram experiências e técnicas relevantes, e discutiram questões como financiamento, governança local, planejamento urbano participativo, democracia na gestão de cidades e, em especial, a importância de tratar a habitação como um componente estratégico dentro de um plano maior de desenvolvimento local sustentável”, relatou.


Segundo Gláucio o desenvolvimento local sustentável inclui a capacitação, a preparação e a participação da população na governança da cidade. “Discutimos no fórum um modelo de cidade sustentável que destaca o fator social e político. E, embora seja uma discussão institucionalizada, há, sim, vozes da sociedade civil organizada e reflexos das bases sociais”.


Fotografias sobre a nossa prática – o Programa Bem Morar – estavam expostas em um banner do programa “Well Being”, ou seja, o Programa Bem Estar, no stand da Colômbia. Havia diversas práticas apresentadas em banners espalhados por todo o stand e o Ateliê (ainda chamado de Artidéias) estava lá. Além das fotos, foram distribuídos panfletos que contam a nossa trajetória, com tradução para o inglês e o espanhol. Para ler o panfleto (3º imagem) basta clicar em cima.


Para assistirem ao vídeo de apresentação do 5º Fórum Urbano Mundial, basta acessar o link do YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=iHW90SRfPYA

Ateliê recebe Prêmio ODM Brasil



Na quarta-feira passada (24/3) representantes do Ateliê de Ideias e da comunidade do Território do Bem estiveram na solenidade de premiação do Prêmio ODM Brasil, na capital federal. A cerimônia contou com a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e integrantes das 20 iniciativas vencedoras.


Foram 1.477 práticas inscritas na 3º edição do Prêmio e a Associação Ateliê de Ideias foi uma das vencedoras com a prática Planejamento Estratégico Comunitário - Plano Bem Maior.


No evento, o morador de São Benedito e técnico de desenvolvimento comunitário do Ateliê de Ideias Valmir Dantas, a também moradora de São Benedito Jandira Santos e a coordenadora do Núcleo de Desenvolvimento Comunitário do Ateliê Denise Biscotto receberam o troféu e o certificado que comprovam a contribuição do Planejamento Estratégico Comunitário no alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).


Após a premiação o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva discursou, ressaltando que muitos países do mundo não vão atingir as metas do milênio estabelecidas em 2000 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para serem cumpridas até 2015, mas o Brasil não só cumprirá os oito objetivos propostos como deverá superar vários deles.


De acordo com o presidente isso irá acontecer graças à eficiente relação entre Estado e sociedade, que está acontecendo nesse momento. “As pessoas começaram a acreditar que alguma coisa nova está acontecendo no País. E essa coisa nova é apenas o fato de que o estado brasileiro e o governo passaram a acreditar que a sociedade tem um papel extraordinário para cumprir", ressaltou.


A parceria entre o Ateliê e a comunidade do Território do Bem nos enche de orgulho. Mais que o reconhecimento, através de premiações, a grande forma de legitimar essa união é continuarmos a fortalecê-la e aprimorá-la com intuito de beneficiarmos todos os moradores do nosso querido território.


Parabéns a todos que participaram da elaboração do Planejamento Estratégico Comunitário – Plano Bem Maior do Território do Bem


Assistam em http://www.nospodemos.org.br/artigos/3/ trecho do discurso do presidente Lula na solenidade da 3º edição do Prêmio ODM Brasil.

quarta-feira, 24 de março de 2010

Equipe do Ateliê cadastra comércios do Território do Bem




Com o objetivo de descobrir qual é a área de atuação dos empreendimentos do Território do Bem e promover a cultura de aceitação da moeda Bem, moeda social do Banco Bem, os técnicos em desenvolvimento comunitário do nosso Ateliê, Valmir Dantas e Cosme Santos e a agente de desenvolvimento comunitário, estagiária e voluntária do Banco Bem, a belga Alexia Fouarge, estão percorrendo as ruas das oitos comunidades, cadastrando os comerciantes locais.

Do final de fevereiro até o momento, nossa equipe já visitou cerca de 100 comércios. Além de fazer o cadastro, eles explicam ao comerciante o que é a moeda Bem e estimulam a troca de valores em Real por valores em moeda Bem, e estimulam também a que eles usem estes Bens para darem troco aos moradores das comunidades.

Com isso será possível ampliar a circulação da moeda social do Banco Bem, a moeda Bem, na região.

Assim que o resultado do cadastramento for finalizado, divulgaremos. Aguardem!

terça-feira, 23 de março de 2010

Assista pela internet a Solenidade de premiação do Prêmio ODM Brasil


Para quem não estará presente na solenidade de premiação da 3.ª edição do Prêmio ODM Brasil, que acontecerá, amanhã (24) a partir das 16h, em Brasília (DF), uma ÒTIMA NOTÍCIA: a cerimônia será transmitida, ao vivo, pela internet, no site do Prêmio ODM Brasil - http://www.odmbrasil.org.br/ - e no Portal ODM - http://www.portalodm.com.br/


Em reconhecimento à prática: Planejamento estratégico comunitário - Plano Bem Maior -, o Ateliê de Ideias é um dos vencedores do Prêmio ODM Brasil, que será entregue pelos mãos do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.


Para assistir, basta acessar uma dessas páginas.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Living Lab Habitat agora faz parte da Rede Européia de Living Labs

A partir dessa semana, a Rede Living Lab Habitat, fundada por instituições do Espírito Santo, como o Ateliê de Ideias e a UFES, participará da Rede Européia de Living Labs (ENoLL), com o projeto LL Habitat, que tem o objetivo de desenvolver e implantar tecnologias amigáveis ao meio ambiente para moradias na área urbana e rural.


“Tivemos a grata satisfação de ter a nossa proposta aprovada. Continuaremos a desenvolver pesquisas nessa área, em comunidades de baixa renda, com grandes perspectivas de implantação. E poderemos também, via o nosso Living Lab (Laboratório vivo), participar de editais da Rede Européia”, conclui a presidente do Ateliê de Ideias e uma das idealizadoras da Living Lab Habitat, Leonora Mol.


Os living labs são ambientes abertos de inovação e têm como proposta uma nova forma de abordar a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação.


Em Novembro de 2006, com o apoio da Presidência Finlandesa da União Européia (EU) foi lançada a “European Network of Living Labs” - Rede Européia de “Living Labs” - (ENoLL), como primeiro passo em direção a um novo sistema europeu de inovação. Atualmente, integram a rede cerca de 128 laboratórios vivos distribuídos por 26 países de 4 continentes.


A “inovação aberta” implica uma mudança de paradigma na forma como as empresas e universidades levam a cabo o processo de inovação: este deixa de ocorrer no contexto fechado dos laboratórios, prevalecendo o desenvolvimento, experimentação e teste de produtos, serviços e soluções criativas em contexto real e em interação contínua com os cidadãos.


Por agora fazer parte da Rede Européia de Living Labs (ENoLL), a Rede Living Lab Habitat foi convidada a participar do evento 4º Wave Launch Event, que acontecerá em Valência, na Espanha, nos dias 13 e14 de abril de 2010. A programação do evento inclui uma cerimônia de boas vindas para todos os membros ENoLL novo.


Para mais informações sobre a Rede Européia de Living Labs (ENoLL), acesse: www.openlivinglabs.eu

Quem quiser traduzir pode usar o site www.tradukka.com

quarta-feira, 17 de março de 2010

Bem Morar é aprovado na Mostra de Tecnologias Sustentáveis 2010



O Programa Bem Morar, do nosso Ateliê de Ideias, foi um dos aprovados para participar da Mostra de Tecnologias Sustentáveis 2010, promovida pelo Instituto Ethos. O evento acontecerá simultaneamente à Conferência Internacional - Empresas e Responsabilidade Social, e será realizado entre os dias 11 e 14 de maio de 2010, no Hotel Transamérica, em São Paulo.

A Mostra é organizada desde 2008 e reúne tecnologias sustentáveis com alto potencial e viabilidade de implantação. A exigência para participação no evento era que a tecnologia inscrita oferecesse solução para determinada variável crítica de sustentabilidade e estivesse classificada em uma ou mais categorias, tiramos de letra.

O Bem Morar foi aprovado na categoria “Tecnologias Verdes” que se concentra no uso racional de recursos naturais, água e energia, na valorização da biodiversidade, na redução ou reaproveitamento de resíduos e na mitigação das emissões de carbono.

O Programa Bem Morar

O Programa Bem Morar foi criado pela Associação Ateliê de Ideias, após se observar que as construções no Território do Bem, em Vitória, são, em maioria, erguidas pelos próprios moradores, sem planejamento, projetos e orientações, em locais impróprios, inseguros e com grande desperdício de recursos naturais e de material de construção.

O Bem Morar busca sanar esses problemas, oferecendo crédito habitacional, concedido pelo banco comunitário, Banco Bem, assistência técnica aos moradores e incentivos à construção de casas com tecnologias limpas.

Sobre o Instituto Ethos

O Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social foi criado em1998 por um grupo de empresários e executivos oriundos da iniciativa privada. É uma organização sem fins lucrativos, caracterizada como Oscip (organização da sociedade civil de interesse público). Sua missão é mobilizar, sensibilizar e ajudar empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade justa e sustentável.

Mais informações sobre as ações do Instituto Ethos são encontradas no site:
http://www1.ethos.org.br/EthosWeb/Default.aspx

O evento


A Mostra de Tecnologias Sustentáveis tem como objetivo reunir e disseminar informações e conhecimentos sobre tecnologias sustentáveis disponíveis.

Entende-se que “Tecnologias sustentáveis” são metodologias, técnicas, sistemas, equipamentos ou processos economicamente viáveis, passíveis de serem produzidos e aplicados de forma a minimizar os impactos negativos e a promover impactos positivos no meio ambiente, na qualidade de vida das pessoas e no desenvolvimento sustentável.

Para saber mais sobre a Mostra de Tecnologia Sustentáveis, acessem: http://www.ethos.org.br/mostra2010/

Informações sobre a Conferência Internacional 2010 – Empresas e Responsabilidade Social estão em: http://www.ethos.org.br/ci2010

terça-feira, 16 de março de 2010

Ateliê de Ideias participa da Rede Living Lab Habitat: entenda mais sobre esta rede



Living Lab Habitat é uma estrutura em rede de projetos sociais, de educação, de pesquisa e desenvolvimento e de extensão universitários. Seu objetivo é desenvolver tecnologias amigáveis ao meio ambiente em comunidades de baixa renda, para a melhoria de condições das habitações urbanas e rurais.


A experiência de Living Labs (laboratórios vivos, em tradução livre), desenvolvida já na Europa, é uma das novas apostas do Estado.


Por aqui iniciou-se em 2003 no Território do Bem, em Vitória, com os projetos criados pela Associação Ateliê de Idéias visando o desenvolvimento local dessa região. Como o fomento do fórum de desenvolvimento comunitário – Fórum Bem Maior, o banco comunitário - Banco Bem, o programa habitacional Bem Morar, que proporciona assistência técnica aos moradores e construção de casas com tecnologias limpas, além da criação do empreendimento produtivo da fábrica de tijolo ecológicos – Bem Construir


Em 2006, a demanda por conhecimentos nas áreas de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo gerou o primeiro projeto integrando essa comunidade de usuários com a comunidade acadêmica da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES, por meio dos cursos de Arquitetura e Engenharia Civil. Essa interação teve como resultado a elaboração de projetos arquitetônicos entre outras ações.


Uma das soluções tecnológicas de baixo custo, voltadas para a melhoria das unidades habitacionais desenvolvidas até aquele momento foi a instalação de aquecedores solares de baixo custo. Estes aquecedores tinham como objetivo o uso da energia solar para reduzir o consumo de energia elétrica das residências e colaborar para a diminuição de ligações clandestinas. Porém percebeu-se que os moradores, mesmo com a instalação do aquecedor, tendiam a manter as ligações clandestinas ou ficar sem energia elétrica por dificuldade de pagamento de suas contas.


Essa situação levou membros da Associação Ateliê de Ideias, representantes da comunidade e membros da comunidade acadêmica a buscar alternativas. A experiência da associação em articular redes promoveu uma reunião de algumas organizações para debater o assunto, surgindo assim o interesse de se estudar a possibilidade de implantação de painéis solares fotovoltaicos em habitações de baixa renda, sem uso de baterias para acúmulo de energia solar. Nascia naquele momento o Living Lab Habitat.


O Ateliê de Ideias é parte integrante da Rede Living Lab Habitat, que inclui também instituições de ensino: Universidade Federal do Espírito Santo - UFES, Instituição Federal do Espírito Santo – IFES, Faculdade UCL e Universidade Federal Fluminense – UFF; organizações não governamentais como a ONG Moradia e Cidadania, Fundação Otacílio Coser, Fundação Germânica Anna Duus; sociedade civil como o Fórum Bem Maior, Movimento Nacional de Luta pela Moradia, Fórum Permanente da Bacia de Arabiri, e Fórum de Santa Maria de Jetibá, além de instituições públicas e privada


Para saber mais sobre a Rede Living Lab Habitat, sua história, sua organização, seus projetos e apoiadores, basta acessar o site http://www.ufes.br/habitat/


Não percam, amanhã teremos mais notícias sobre o Living Lab Habitat!

sexta-feira, 12 de março de 2010

Ateliê no Programa Nove Minutos da TV Tribuna/SBT


Na próxima segunda-feira (15), irá ao ar, às 11h10, entrevista com nosso técnico em desenvolvimento comunitário, Valmir Dantas, no Programa Nove Minutos da TV Tribuna – SBT.

Mais uma vez a pauta foi o Ateliê ter sido um dos ganhadores do Prêmio ODM com a prática planejamento estratégico comunitário – Plano Bem Maior.

O programa é apresentado por Eustáquio Palhares de segunda à sexta às 11h10, com reprise às terças-feiras, às 7h30. Portanto, quem não puder assistir na segunda-feira, não perca a oportunidade e veja na terça-feira.

Assistam e depois comente em nosso blog!

Conheça a agente de crédito que trabalhará no “Integração do Bem com o Sol”



Uma pessoa simples, educada e apaixonada pelo que faz. Essas são umas das características da nossa nova agente de crédito, contratada para trabalhar o Banco Sol, na região 10, de Cariacica, pelo projeto “Integração do Bem com o Sol”, viabilizado pela parceria entre o Ateliê de Ideias e o Instituto Lojas Renner.

Conhecedora da situação de vulnerabilidade sócio-econômica dos bairros da região 10, Marlene de Oliveira Sutil, de 47 anos, moradora há mais de 30 anos de Vista Dourada, em Cariacica, é casada, mãe de um filho de 25 anos e antes de ingressar para a Costumes Arte, gestora do Banco Sol, trabalhava na Pastoral da Criança e do Adolescente do município de Cariacica.

Segundo ela, para ser uma boa agente de crédito é preciso identificar-se com a função, obedecendo alguns critérios, como respeitar e guardar o sigilo das informações transmitidas pelos credores do banco ao agente de crédito. “As pessoas confiam em nós, nos contam seus conflitos, suas frustrações, seus desejos. É como se eu fosse uma médica, eles desabafam seus problemas e eu tento ajudá-los. Por isso gosto tanto do que faço”, diz.

O projeto “Integração do Bem com o Sol” irá liberar, através do Banco Sol, R$ 20 mil reais em empréstimos produtivos, a mulheres empreendedoras da região 10, de Cariacica, composta pelos bairros: Vista Dourada, Novo Horizonte, Flor da Piranema, Piranema, Nova Campo Grande, Vale dos Reis, Bairro Operário, Roda d'Água e Alto Mucuri. Além de R$ 10 mil reais, através do Banco Bem, para mulheres empreendedoras do Território do Bem, em Vitória, que engloba os bairros São Benedito, Bairro da Penha, Itararé, Bonfim, Floresta, Engenharia, Jaburu e Consolação.

Ao todo, serão R$ 30 mil reais em empréstimos produtivos a mulheres empreendedoras, beneficiando 24 mulheres, oito do Território do Bem, em Vitória, e 16 da região 10, de Cariacica.

De acordo com Marlene, para os 16 empréstimos que serão feitos na região 10, já há oito mulheres cadastradas. “Hoje já temos oito mulheres na fila, aguardando a liberação do dinheiro”, conta.

Confira abaixo, trechos do bate-papo que tivemos com Marlene.
  • Ateliê:A que tipo de empreendimento essas mulheres se dedicam?
Marlene: A maioria trabalha com corte e costura, artesanato, cria galinha e vende ovos caipira, vende de alimentos como: pão caseiro e biscoito, além de armarinho.
  • Ateliê: Qual o valor do empréstimo e qual o prazo para pagamento?
Marlene: Serão 16 empréstimos de R$ 1.250,00, divididos em 10 meses, podendo chegar a 12 meses, caso haja alguma empreendedora que só possa pagar nesse prazo. Mas isso será uma decisão a ser discutida no Fórum de Desenvolvimento Comunitário.
  • Alteliê: Como essas mulheres vão investir esse dinheiro?
Marlene: O capital que elas pegarão conosco servirá para investir em mercadoria, estrutura física do local e maquinário.
  • Ateliê: Os empreendimentos são legalizados?
Marlene: As mulheres trabalham há muito tempo, mas de maneira informal. Felizmente, a Prefeitura de Cariacica em parceria com o SEBRAE/ES, está orientando não só as mulheres empreendedoras, mas também os homens, a legalizarem seus negócios. Assim poderão aproveitar outras vantagens legais.
  • Ateliê: Para a empreendedora fazer o empréstimo, o seu estabelecimento tem que ser legalizado?
Marlene: Não. Nós trabalhamos baseados na economia solidária. A finalidade do projeto é resgatar alto estima e a dignidade, além de gerar trabalho e renda para pessoas dessa região. Nòs conscientizamos as pessoas que estão com o nome no SPC ou no Serasa a regularizarem sua situação, pois o nome limpo na praça é uma das coisas mais valiosas que podemos ter.
  • Ateliê: Como é o seu trabalho de agente de crédito?
Marlene: Eu vou até a casa do tomador de crédito fazer uma analise socioeconômica. Analiso quais os ganhos e os gastos familiares, como o valor salarial dos membros e suas despesas fixas, para chegarmos à sua capacidade de pagamento. Além disso, nós pedimos referencias a vizinhos e comerciantes da região e vitrificamos contas que já foram quitadas.
  • Ateliê: Qual a previsão para liberação dos créditos para as mulheres empreendedoras da região 10?
Marlene: A previsão é que os créditos possam ser liberados no próximo mês. Serão três em abril, três em maio, até chegar aos 16 empréstimos liberados.
  • Ateliê: Para as mulheres empreendedoras interessadas no empréstimo, qual o primeiro passo?
Marlene: O primeiro passo é vir ao Banco Sol, aqui em Vista Dourada. Conversaremos sobre o que ela faz ou o que ela quer fazer; analisaremos a viabilidade econômica do produto que ela quer produzir ou já produz; suas características pessoais. Depois colocaremos seu nome na fila de espera e iremos conscientizá-la de que isso é um empréstimo, que precisa ser pago para ser também destinado a outras pessoas da região, para que outros empreendimentos também possam crescer.
  • Ateliê: Por que não foram feitos empréstimos ainda sendo que o recurso já está liberado?
Marlene: Porque a diretoria da Costumes Artes – gestora do Banco Sol -, está em transição. Estamos em troca da diretoria – e precisamos da nova diretório(a) ser eleito e registrada para assinar os cheques e liberar os empréstimo. Considerando que a eleição acontecerá no dia 20/03, até o início do mês que vem estará tudo certo.


Fique ligados: Na foto 1: Marlene de camisa laranja, a esquerda, e a direita dona Antônia, presidente da Costumes Arte
Foto 2 Casa Sol – sede da Costumes Arte – Lá dentro funciona o Banco Sol, o grupo produtivo e a brinquedoteca.

Nos próximos dias faremos matérias sobre a Costumes Arte. Aguardem!

quinta-feira, 11 de março de 2010

Ateliê na TV Capixaba/BAND


Amanhã, sexta-feira (12), vai ao ar no Programa Café com Leite, da TV Capixaba/BAND das 07h às 07h30 a entrevista do nosso técnico em desenvolvimento comunitário, Valmir Dantas.


O apresentador e jornalista Carlos Leite abordou na entrevista o reconhecimento do Ateliê em âmbito nacional, por recebermos das mãos do presidente da república, no próximo dia 24/03, o Prêmio ODM, além de perguntar como surgiu a associação, como são desenvolvidas as ações do Fórum Bem Maior, do planejamento estratégico – Plano Bem Maior -, da gestão do Banco Bem e dos empreendimentos produtivos da Cooperativa de Bens do Ateliê de Ideias – CoopBem.


No final, Carlos Leite felicitou o Ateliê pelas iniciativas, presenteando Valmir Dantas com uma xícara e um pires feitos de chocolate. É de dar água na boca!


Não percam!

terça-feira, 9 de março de 2010

Já estão na internet artigo e vídeo sobre bancos comunitários no Brasil

O artigo e o vídeo dos blogueiros franceses que visitaram o Banco Bem, no dia 26/02, já estão disponíveis na internet.

Com tradução em português, espanhol, inglês e francês, os pesquisadores destacaram a origem e a definição dos bancos comunitários do Brasil e as vantagens da moeda social. Em dois vídeos curtos, dando embasamento ao artigo, aparecem trechos da entrevista com nossa agente de crédito, Raquel Andrade Pereira, além de imagens da comunidade, das dependências do Banco Bem e da moeda Bem.

Para ler e assistir, basta acessar:

Link do artigo em português:
http://socialter.fr/pt-br/moedas-sociais-no-brasil/
Link do artigo em francês:
http://feeds.feedburner.com/Socialter

segunda-feira, 8 de março de 2010

Parceria entre Ateliê e Instituto Renner irá garantir empréstimos para mulheres


O Banco Bem, gerido pela Associação Ateliê de Ideias, iniciou suas atividades em outubro de 2005 e já contribuiu para a replicação de outros dois bancos comunitários no Espírito Santo: o Banco Terra no município de Vila Velha e o Banco Sol no município de Cariacica.


Com o objetivo de consolidar a integração do Bem com o Sol e permitir que os dois bancos comunitários possam ter uma linha exclusiva de crédito para mulheres empreendedoras, a Associação Ateliê de Ideias e o Instituto Lojas Renner iniciaram neste ano uma parceria para viabilização do projeto “Integração do Bem com o Sol”.

O Banco Sol foi criado em novembro de 2008 e é gerido por uma Associação de mulheres que produzem artesanato com folhas de bananeira, Associação Costumes Artes, que se localiza numa região de alta vulnerabilidade social e econômica, da região 10, no bairro Vista Dourada, em Cariacica.

O projeto “Integração do Bem com o Sol” será realizado em doze meses e oferecerá 24 créditos produtivos para mulheres empreendedoras do Território do Bem, em Vitória e da região 10 de Cariacica, objetivando contribuir para o fortalecimento dos negócios gerenciados por mulheres em região de baixa renda, ampliando assim a renda das mulheres e de suas famílias.

Com isso espera-se que haja aumento de novos postos de trabalho nas regiões, que a renda média dos empreendimentos seja elevada em até o valor do salário mínimo, após, pelo menos, dois anos do fim do projeto e que os negócios das mulheres possam criar alternativas de trabalho e renda para outras pessoas das comunidades atendidas.

O projeto contempla ainda a capacitação e o acompanhamento do trabalho de uma agente de crédito do Banco Sol, além da contratação de uma assessora de comunicação para divulgar nesta página (blog), e mais adiante na página de notícias do site do Ateliê, os resultados dessa iniciativa e das demais ações do Ateliê de Ideias.

Os créditos produtivos serão oferecidos conforme critérios definidos nos Fóruns de Desenvolvimento Comunitário. As mulheres do Território do Bem (São Benedito, Bairro da Penha, Floresta, Consolação, Engenharia, Jaburu, Itararé e Bonfim, em Vitória) e as mulheres da região 10, de Cariacica, que desejam obter mais informações, devem entrar em contato com o Banco Bem ou com o Banco Sol ou participar dos Fóruns.

Contatos:

Banco Bem
Telefone: 027 – 32277235

Banco Sol
Telefone: 027 – 33448283 / 33969115

Instituto Lojas Renner


O Instituto Lojas Renner é responsável por direcionar e gerir o investimento social da Renner. Criado em junho de 2008 como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), busca a inserção da mulher no mercado de trabalho por meio de apoio a projetos de capacitação e geração de emprego e renda nas comunidades onde atua.


Para mais informações acessem: http://portal.lojasrenner.com.br/renner/responsabilidade/index.action

Às mulheres do Ateliê de Ideias


Hoje, Dia Internacional da Mulher, queremos homenagear as mulheres que trabalham na equipe do nosso Ateliê. Mulheres guerreiras, inovadoras, corajosas, audaciosas, eficazes, criativas, realizadoras que sonham e lutam por igualdade e uma vida melhor para todos


Aqui temos jovens, adultas, senhoritas, senhoras, filhas, mães, irmãs, amigas. São tantas as mulheres que fazem parte da equipe, que é difícil citar nomes. Muitas nem trabalham com a gente, contratadas ou com carteira assinada, mas são nossas parceiras, apoiadoras. Estão sempre conosco em nossas lutas e conquistas, e por isso temos a audácia de falar que fazem parte do nosso Ateliê, pois não conseguiríamos viver sem elas.


As mulheres são a verdadeira razão de nossa existência já que nossa Associação foi construída por uma coletividade de mulheres, desejosas por modificarem a realidade local por meio da filosofia da Economia Solidária. A história do Ateliê de Ideias tem início em 2003, com a atitude de talentosas mulheres que decidiram atuar na área de artesanato e moda e montar o primeiro empreendimento econômico solidário da região. Este primeiro grupo de mulheres iniciou sua produção com um empréstimo de R$ 300,00 concedidos por uma pessoa física.


A partir disso a história se estende com a criação da Cooperativa de Bens do Ateliê de Ideias – CoopBem, do Banco Bem e outros projetos. Todos com participação feminina.


Claro que não podemos desprezar os homens de nossa equipe! mas hoje é nosso dia, né, meninos? Sei que vocês vão entender termos deixado vocês de lado um pouquinho.


Enfim, parabéns a nós, que Deus nos dê saúde e paz, pois, como se diz, do resto a gente corre atrás!


Abraços à todas

quarta-feira, 3 de março de 2010

Ateliê ganha 3ª edição do prêmio ODM Brasil



A Associação Ateliê de Ideias foi uma das 20 vencedoras da 3ª edição do Prêmio ODM Brasil, com a prática Planejamento estratégico comunitário - Plano Bem Maior.

O Prêmio, que contempla ações, programas e projetos que contribuem efetivamente para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), é uma iniciativa do Governo Federal proposta na abertura da 1ª Semana Nacional pela Cidadania e Solidariedade, em 2004. A ação conta com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e de um conjunto de empresas e associações do setor privado.

A Coordenação técnica do Prêmio é de responsabilidade do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP).

De acordo com matéria publicada no site:: http://www.odmbrasil.org.br/ , o Prêmio recebeu 1.477 práticas inscritas. Os projetos foram avaliados por um comitê técnico de especialistas nos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), com base nos seguintes critérios:
  • Contribuição para o alcance dos ODM; impacto no público atendido;
  • Participação da comunidade;
  • Existência de parcerias;
  • Potencial de replicabilidade; e
  • Complementaridade e/ou articulação com outras políticas públicas.

Premiação
As práticas vencedoras receberão, no próximo dia 24 de março, das mãos do Presidente da República, certificados que comprovam a contribuição dos projetos sociais premiados para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). A solenidade de premiação será no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, DF.

Parabéns!
Parabéns à equipe do nosso Ateliê e à comunidade do Território do Bem, por mais essa iniciativa premiada.

terça-feira, 2 de março de 2010

Ateliê representa o Brasil em Fórum Internacional

A prática do Ateliê de Ideias irá representar o Brasil no estande do programa Best Practices and Local Leadership (BLP), das Nações Unidas, realizado durante o 5º Fórum Urbano Mundial, de 22 a 26 de março de 2010, no Rio de Janeiro, ocasião em que o Ateliê terá a oportunidade de mostrar suas experiências a diversos públicos, estrangeiros inclusive, haja vista serem esperados ao evento 15 mil participantes


A participação do Ateliê foi destaque, na semana passada, na página do Prêmio ODM Brasil. Para ler a matéria na integra basta acessar: http://www.odmbrasil.org.br/noticias_detalhes/51/pratica-do-es-vai-representar-o-brasil-no-forum-urbano-mundial


Fiquem atentos: A nossa logomarca, já estampada nesse blog e no nosso site, mudou no ano passado, mas quando fomos finalistas no Prêmio Caixa Melhores Práticas, ainda usávamos a logo que está na matéria. Essa nova logo é mais moderna e expressa a nossa visão, missão e valores.


Parabéns para todas as pessoas que fizeram com que as nossas práticas fossem reconhecidas nacional e internacionalmente.